Novas cores Colorplus

21 01 2010

Tóquio e Marrocos atualizam a famosa linha da empresa que agora oferece 27 cores para concretizar todas as ideias

As novas cores atendem a uma necessidade do mercado detectada pela empresa por meio de intensa pesquisa de mercado e diversas reuniões com o Conselho do Papel que direcionaram a equipe de desenvolvimento de produtos da empresa.

Com produção na fábrica da Arjowiggins Security em Salto, interior de São Paulo, Tóquio e Marrocos estão disponíveis no formato 66 x 96 cm nas gramaturas 80, 120, 180 e 240g/m2.

“Inicialmente a produção atenderá o mercado nacional que neste período do ano utiliza muito estas cores para produzir material promocional como cartão de Natal, envelopes, brindes e catálogos. Além disso, as novas cores ampliam a variedade de composição de cores na produção de diversos materiais. Mas já estamos planejando abastecer nossos parceiros de outros países” conta Cynthia Cadrobbi, coordenadora de marketing de papéis finos para América Latina.

Marrocos e TóquioMarrocos e Tóquio

Os nomes das novas cores seguem a identidade da linha Color Plus que faz uma homenagem a cidades e países do mundo ao batizar as cores com as quais tem sintonia.

A linha Color Plus é pioneira no mercado ao oferecer um papel totalmente colorido que proporciona a produção de materiais impressos com perfeito acabamento. Além disso, a grande variedade de cores, excelente lisura e ótima aceitação das várias técnicas de impressão e acabamento fizeram com que a marca se tornasse símbolo de produto.

Agora, são 27 cores que proporcionam a produção das mais variadas criações e estão disponíveis nos melhores distribuidores de papéis do país.





Tipos de papel

10 03 2009

papel coloridoExistem uma infinidade de tipos de papel no mercado como pode comprovar em papelarias e lojas especializadas, porém alguns são muito comuns e compõem talvez 90% ou mais do volume impresso. Estes serão citados e descritos neste artigo:

  • Papel Off-set é um papel alcalino de alta alvura (brancura) com boa porosidade e absorção da tinta no processo de impressão off-set. Encontrado em vária gramatura: 63 a 240 g/m². Nas gramaturas mais leves é confundido com papel sulfite e nas gramaturas mais altas parece cartolina ou opalina.
  • Papel Sulfite é o papel mais comum para aqueles que não participam do universo gráfico. É aquele usado em casa e no escritório com gramaturas entre 75 e 90 g/m².
  • Papel Opalina é muito parecido com o papel off-set porém é um pouco mais compacto e liso, também com boa absorção. Geralmente utilizado em gramaturas maiores de 150 g/m².
  • Papel Couché é um papel também alcalino mas com um pouco menos de alvura que o anterior. Sua principal propriedade é a cobertura ou coat que recebe que lhe dá uma característica muito lisa podendo ser fosca ou brilhante. Essa cobertura diminue sua absorção. Nem todas as impressoras digitais imprimem neste papel com facilidade e qualidade, as mais modernas o fazem com muito boa qualidade.
  • Papel Filicoat é o papel criado pela Filiperson para impressão em impressoras a laser que não podiam imprimir em couché. Ele tem alguma cobertura mas não é tão liso como o couché e tem fibra mais mole.
  • Papel Reciclado é o papel produzido a partir de sobras ou aparas de papel, as vezes reutilizando papel já impresso ou utilizado podendo ser branco ou pardo e até colorido. Há muitos tipos de papel reciclado, porém o mais comum e em evidência é o Reciclato da Suzano que tem cor parda e é produzido a partir das aparas de outros papeis da fábrica que é reutilizada e compõe 30% (se não me engano) da massa que é completada com fibra virgem.

Em breve aumentamos a lista de descrição.








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.